Posts

CRAMI faz evento de integração com candidatos à nova diretoria

Na manhã do sábado, dia 1º de junho, o CRAMI Campinas fez um evento para apresentar o CRAMI para pessoas interessadas em compor a nova diretoria que assumirá no dia 1º de julho. “A iniciativa é para que os candidatos possam conhecer melhor a instituição e avaliar seu interesse e disponibilidade em participar da gestão da ONG”, explica o candidato a presidente do CRAMI, Tadeu Santomauro.

Participaram cinco novos possíveis membros: Amaury Rossi, Ana Larissa Cardoso, Angélica Garcia, Élica Martins e Viviane Dias. Também estiveram os atuais diretores Tadeu Santomauro, Nilton Giachetta e Edison Bochemi e membros do conselho de ex-presidentes: Dines Schaffer e Marcos Ebert.

“Achei muito interessante as atividades que são feitas no CRAMI, o trabalho que é feito e seus profissionais envolvidos. E me sinto muito gratificada com esta oportunidade de contribuir e servir junto com pessoas tão comprometidas”, avalia Angélica.

Na programação do encontro, um passeio pela instituição, uma apresentação sobre o trabalho do CRAMI, história, eventos, como a instituição é mantida, um bate-papo para esclarecer dúvidas e um café de boas-vindas.

Diretor fundador do CRAMI Amilcar Amarelo é homenageado

Anualmente, o CRAMI Campinas faz uma homenagem a um diretor como forma de reconhecimento pelo trabalho voluntário realizado na instituição. Dessa vez, Amilcar Amarelo foi o escolhido. Pertencente ao quadro diretor desde a fundação da instituição, ele sempre esteve presente e atuante. O jantar para a entrega da placa de homenagem ocorreu na noite do dia 17 de maio com a presença de diretores e conselheiros do CRAMI.

Além da placa, Amílcar foi presenteado com um poema e um arranjo de rosas e lírios.

AMILCAR AMARELO

Me fiz no coração, de curioso, uma pergunta

O que levou o Amilcar a fundar o CRAMI?

E é por hipóteses que a gente, então, assunta

Com qual resposta ninguém jamais se engane!

 

Por dinheiro não foi, tenho disso grande certeza…

Para reconhecimento… definitivamente não foi não…

Mas foi pela sua alma repleta de grande beleza

Que no CRAMI ele botou a sua laboriosa mão!

 

Queria perguntar, mas achei um pouco chato:

Que queres ganhar neste ato, neste momento?

Diga-nos, diga-nos mesmo, diga numa “boa”!

 

E, novamente por hipóteses, faço este relato,

Apesar de meritório este nosso singelo evento,

Tua resposta o Edison achou em Fernando Pessoa!

 

 

Dá-me lírios, lírios,

E rosas também

Mas se não tens lírios

Nem rosas a dar-me

Tem vontade, ao menos,

De me dar os lírios

E também as rosas

Basta-me a vontade-

Que tens, se a tiveres.

De me dar os lírios

e as rosas também

E terei os lírios

Os melhores lírios

E as melhores rosas

Sem receber nada

A não ser a prenda

Da tua vontade

De me dares lírios

E rosas também.