Beleza, identidade e autoestima marcam oficina promovida pelo CRAMI

Os adolescentes assistidos pelo CRAMI participaram de mais uma atividade do Projeto Movimento Cultural, a Oficina de Beleza Afro, nesta terça-feira, 27 de Março. Cerca de 20 adolescentes, entre meninos e meninas, passaram a tarde no salão Raízes Africanas, no Centro da cidade, onde puderam aprender a fazer penteados, cuidar do cabelo e do visual.

Em meio à descontração, a oficina permitiu aos adolescentes se atentarem para o cuidado consigo, além de exercitarem o reconhecimento de sua identidade, e o fortalecimento da autoestima.

Assim, a proposta da atividade foi mobilizar não apenas aspectos estéticos, mas questões afetivas e emocionais dos adolescentes. “Foi possível perceber a alegria de alguns dos meninos, tanto por serem cuidados, como por ficarem satisfeitos com a própria imagem”, observou Thais Mello, educadora social do CRAMI.

Como efeitos positivos, a oficina propiciou também reflexões sobre preconceito e gênero, como afirmou a educadora. “A oficina possibilitou aos participantes refletir e romper com preconceitos de gênero, na medida em que aceitaram ser cuidados – o que geralmente é caracterizado como um comportamento “feminino”.

A Oficina de Beleza Afro faz parte das ações do projeto Movimento Cultural, idealizado e implementado pelo CRAMI Campinas.  No projeto, as crianças e os adolescentes acolhidos pelo CRAMI Campinas podem participar de atividades multidisciplinares, de modo a se desenvolverem em diversos aspectos – emocionais, sociais, cognitivos e motores.

O CRAMI Campinas exerce um papel fundamental para a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes da cidade de Campinas. Aqueles que quiserem colaborar com os projetos, podem acessar o site: www.cramicampinas.org.br/como-colaborar/.