CRAMI traz reflexão sobre excesso de consumo
e valorização de recursos naturais

O CRAMI deu continuidade às ações do projeto Movimento Cultural, levando as famílias atendidas pela instituição ao Projeto Aboré de Permacultura, na quarta-feira, 23 de maio.

A atividade teve início com a chegada no Sítio do Vale das Cabras, com a apresentação da equipe do Aboré e uma visita guiada pelo sítio. Em seguida, uma meditação conduzida preparou as pessoas para um bate-papo sobre o conceito de Permacultura, sustentabilidade e harmonia com a natureza. No almoço, o grupo pôde experimentar uma alimentação equilibrada, feita com alimentos cultivados no próprio sítio. Durante a tarde, foi momento de colocar a mão na massa, e, nas atividades práticas, houve plantio de feijão de porco, milho, cebola, beterraba e mandioca. Ao longo de todo o dia, a visita teve como mote o cuidado com o meio ambiente, com as pessoas e com a gestão consciente de recursos.

A educadora social Thais Mello opinou sobre a lição deixada pelo passeio. “O conceito de Permacultura nos faz ver que, na natureza, as coisas se dão com equilíbrio, e que a escassez de recursos tem mais a ver com a maneira como gerimos os recursos”. Além da gestão de recursos, integrar-se com a natureza foi outro aspecto apontado pela educadora como algo importante para nos atentarmos. “É como se todas as respostas estivessem na conexão com a natureza. A questão é que o homem moderno se desconecta da natureza, quando na verdade, é parte dela”.

Paulo Silva, também educador social do CRAMI, relatou suas impressões. “Entendi que a Permacultura é uma filosofia de vida, pois tem, como um princípio norteador, a busca pelo equilíbrio de modo geral. A gente que é mais urbano tem uma realidade bastante diferente, mas me senti provocado e refleti sobre os cuidados com a natureza. Trago agora comigo, aprendizados que vou adaptar à minha vida pessoal”.

A Permacultura é um sistema fundado em princípios que podem ser utilizados para estabelecer, projetar, coordenar e aprimorar os esforços de indivíduos e comunidades que trabalham para um estilo de vida sustentável. Conceitos como agroecologia, educação ecológica e bioconstrução são articulados para criar ambientes que estejam em harmonia e equilíbrio com a natureza.

A atividade promovida pelo CRAMI em parceria com o projeto Aboré de Permacultura faz parte das ações do projeto Movimento Cultural, que prevê atividades multidisciplinares, a fim de propiciar o desenvolvimento das crianças e dos adolescentes atendidos pela instituição em diversos aspectos – emocionais, sociais, cognitivos e motores.

O CRAMI Campinas exerce um papel fundamental para a garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes da cidade de Campinas. Aqueles que quiserem colaborar com os projetos, podem acessar:

www.cramicampinas.org.br/como-colaborar/.