Educação Social promove oficina Identidade e Corpo

IMG_1956

“Olhar para as experiências da vida em sociedade, buscar compreender suas relações no cotidiano, falar sobre o que nos acontece e encontrar-se no outro em busca de saber na essência da cultura como conhecimento”. Desse modo os educadores sociais do Crami descreveram como foram as quatro oficinas (02, 03, 09 e 10 de agosto) do Projeto Crami Cultural com os adolescentes e jovens. A temática trabalhada foi “Identidade e Corpo” com o objetivo de entrar em conexão com a própria história e memórias do Brasil, resgatando expressões étnicas e culturais enquanto sujeito social, compreendendo assim suas formas de ler o mundo. Para isso, foram feitas as seguintes oficinas:

  • Dinâmica de grupo: Identidade e origens de diversos países africanos
  • Arte educação: Argila (construção de mundo através da vertente africana)
  • Documentário/ debate: “Ninguém nasce Racista”
  • Contação de histórias: Origem abayoni e confecção da boneca

Todas essas atividades foram uma preparação para a visita na Fazenda Roseira que será no dia 17/08 (quarta-feira).